segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

SAIBA O QUE CONTA COMO EXPERIÊNCIA NO CURRÍCULO PARA O PRIMEIRO EMPREGO

Muitos jovens estão em busca do primeiro emprego, diante de uma crise econômica no país a oportunidade de se inserir no mercado de trabalho deve ser valorizada. Para isso, a primeira identidade que o empregador terá do jovem é o seu currículo, contendo suas informações pessoais e profissionais. Embora essa seja a primeira vez que busca por emprego, existem outros pontos que podem ser inseridos no seu currículo.

Como conseguir o primeiro emprego?

O número de pessoas desempregadas no Brasil só aumentam, e esses índices acabam desanimando os jovens. Principalmente porque a maioria deles está buscando por uma primeira experiência, e ainda precisam unir o tempo da escola/universidade ao tempo de trabalho.

De forma legal, os jovens estão aptos a trabalhar a partir dos 14 anos. Dentro do que é previsto na lei do jovem aprendiz, um programa que exige a contratação de pessoas entre 14 e 24 anos, feita por empresas de médio e grande porte.

O bacana do jovem aprendiz ou aprendiz legal, é que o horário de atuação é flexível para unir os estudos e o trabalho. Além desse programa, outras empresas possuem projetos que visam a contratação de funcionários nesse perfil.


A dica é buscar por empresas que já participam dessas iniciativas, inclusive aquelas que oferecem estágio para alunos do ensino superior.

O deve conter no currículo

O momento de produção do currículo deve ser bem pensado e revisado, afim de evitar que hajam erros ortográficos, falta de concordância nas frases, e linguagem informal.

Algumas instituições fazem a intermediação entre os candidatos e as empresas contratantes. Como o CIEE, EXPRO e SENAC. Os interessados se inscrevem nesses locais e os próprios centros enviam a ficha cadastral dos candidatos conforme o perfil para vaga.

O currículo precisa ter uma estrutura básica:
  • Nome;
  • Endereço;
  • Telefone;
  • Formação acadêmica (escolaridade, cursos);
  • Objetivo;
  • Área de atuação;
  • Experiência profissional.

Não tenho experiência profissional. O que fazer?

O interessante é identificar em seu currículo que se trata da busca pelo primeiro emprego, logo a falta de experiência profissional é justificada.

No item Objetivo, o jovem pode colocar, por exemplo: "buscar pelo primeira experiência profissional na área de comércio".

Em seguida, Experiência Profissional pode ser substituída por Experiência Acadêmica. E inserir informações como:
  • Trabalhos realizados em sala de aula que tenham cunho social, comercial, administrativo;
  • Participação em feiras e palestras;
  • Premiações.
Além disso, outros pontos que podem ser reforçados são ações sociais e participação voluntária em projetos

Nenhum comentário:

Postar um comentário